29 agosto, 2013

Sem generalizar...

Tenho minha preferência musical que é pagode e sertanejo... mas, sou super eclética, escuto de TUDO mesmo e gosto de várias músicas que não são do meu gênero favorito. Enfim, alguém assistiu o programa A liga (da band) terça-feira?! Se sim já imagina sobre o que vou falar e se não. Vou tentar resumir. O programa foi sobre mulheres funkeiras, eu sinceramente, fiquei pasma como as coisas mudaram, eu sou realmente da época em que funk era do Mc Marcinho, Mc buchecha e Claudinho, Mc naldo e Lula... mas não é pelo fato de que mudou quem canta que fiquei pasma e sim ao ver uma Mc cantando: " é tudo piranha" ... e as meninas que estavam presente no show dizendo: é claro que é! Aí depois dizendo: "mama eu". E como se não bastasse, a explicação para isso foi: Que isso é um grito de liberdade! Ahn? Espera aí que é muita coisa para assimilar... Aí ao questionarem alguns rapazes para que falassem em uma única palavra o que é a mulher funkeira, eles disseram: Vagabunda, e que não eram mulheres para casar! Não concordo com isso, acho que tem algumas meninas que estão se influenciando e se deixando levar pela tal modinha de que funk mesmo tem que ter "putaria", tem que dançar com a cabeça pra baixo e as pernas pra cima. E não é bem assim, funk não precisa ser sinônimo disso ou daquilo.  Funk pode ser sim um gênero respeitado como qualquer um dos outros, desde que as pessoas não aceitem qualquer coisa que queiram lhe oferecer e não participem no próprio insultamento!Na minha época o funk trazia letras românticas e que elogiavam a mulher como: princesa, glamurosa...  Da muito bem para se gostar, ouvir e dançar funk sem precisar ser vulgar, sem que perca o respeito, passando uma boa imagem... e não da maneira que estão passando e "impondo" que tem que ser! Eu acho, que independente do estilo de música que gostamos, é preciso primeiro ter amor próprio e se valorizar, para aí então recebermos o valor dos outros e termos a nossa tal "liberdade". Lembre-se mulher não foi criada para ser passatempo de ninguém e sim para ser amada, cuidada e RESPEITADA! E para termos direitos iguais é preciso agirmos como tais! E não como um objeto de uso. Não se deixem desrespeitar para chamar atenção de alguém, se for para gostarem de ti, vão gostar como você é, sem que precise se mostrar ou se insinuar para isso. Fica aqui uma dica! Beeijos

2 comentários:

Hilda Maria disse...

Olá querida você foi ao meu blogger com duvida sobre o botão de seta para cima estar dando erro...Tente fazer mais uma vez os procedimentos corretos lá explicados e mudar a imagem pois as vezes pode ser esse o problema, caso continue dando erro me fale que tentarei resolver :)

Quando puder dá uma passadinha no meu blog, tem posts novos por lá...você e seus leitores serão recebidos de braços abertos por mim.

Beijinhos de Morango ❣

http://sorriso-jovem.blogspot.com.br

Tuane Kraemer disse...

Oi querida fui eu sim, eu tentei fazer inúmeras vezes e realmente a imagem não quis aparecer e tentei com mais de uma pois achei que o problema poderia ser a imagem!

Já estou seguindo seu blog e sempre que der passarei por lá, pode deixa. E obrigada pela atenção e ajuda! beeijinhos ;*

Curte lá?!

Seguidores

Arquivo do blog