22 agosto, 2013

Gravidez na adolescência



Na minha opinião, esse é um assunto que deve estar cada vez mais presente na vida dos adolescentes, tanto em casa como na escola. Eu engravidei com 19 anos, não por não saber, claro, mas por descuido. Hoje não vejo minha vida sem te-lo comigo. Mas, confesso que não foi fácil... foi no auge da separação do meu pai e minha mãe, na qual fomos morar em uma casa alugada até comprarmos a casa na qual hoje estamos. A mudança em si para mim não foi fácil, por aceitação, e mais ainda por que me vi muito sozinha! As "amigas" se afastaram, pois, eu já não mais "servia" para fazer festas ou sair. Claro, que na época eu não entendia e me magoava com o tal afastamento, mas hoje, vejo que isso serviu para selecionar os verdadeiros. Pude perfeitamente ver quem se importava comigo! Claro, que por ser muito nova, muitas coisas nas quais meninas da minha idade fazem, eu não faço mais, pois assumi a responsabilidade de ser mãe. Hoje crio meu filho junto ao meu parceiro, que é um super pai. Mas, sabemos que tivemos que amadurecer antes do tempo, que tivemos que abrir mão de muitas coisas. As vezes sentimos isso. Sentimos falta de não termos nossa própria casa, nosso carro, um emprego no qual tivemos a chance de escolher... e não que nos atiramos por pura "necessidade", para não precisarmos depender dos outros. Tivemos que adiar alguns planos! Não que isso não valha a pena, vale e muito quando se tem o maior amor do mundo. Mas, se posso aqui passar um conselho, digo lhes: para que se cuidem meninas. Que primeiro cresçam, sejam independentes, conheçam pessoas, beijem, sonhem em se casar, ter casa... adquiram tudo que sonharem para então terem um filho. Eu tenho a sorte, ou a benção de Deus de poder ter ao meu lado a pessoa que amo e que me ajuda a cuidar, trocar fralda, educar ...mas, conheço inúmeros casos de pessoas que criaram e criam seus filhos, que passaram por uma barra sozinhas! Pois na hora "h", o cara, que era o "príncipe" encantando, simplesmente virou um moleque e foi curtir a vida com os amigos. Então se vocês, pensam em ter relações ou já tem, conversem com suas mães ou com alguém na qual não tenham vergonha de falar sobre o assunto, vão á um ginecologista para tirarem as dúvidas e pedirem para tomar anticoncepcional adequado, pois não pode sair tomando qualquer um hein?! ;)

4 comentários:

Andressa Rosa disse...

Oiii flor.. Não sabia que tinha blog, vi pelo face da Ju. E fiquei feliz, também tenho blogs(tenho 2).. Primeiro quero te desejar toda a sorte do mundo com o teu blog, que tu consiga alcançar o que desejas...
E agora falando sobre teu post, amei. Pois está acontecendo comigo exatamente o que tu escreveu...Estou grávida com 19 anos, no inicio claro bem dificil, agora nao vejo a hora dele estar nos meus braços.
Gostei muito de ler e ver que não sou a única que passou por isso, e hoje vejo que tu passou por cima de tudo, então vejo que sou capaz de passar também...
Obrigada. Beijos

Tuane Kraemer disse...

Oi Andressa, pois é criei meu blog faz pouco tempo, ainda estou aprendendo a mexer nele. Me passe o seu quero seguir e poder acompanhar ele também! *-* Obrigada, que tenhamos toda a sorte então já que também és blogueira *-*. Fico muito feliz que tenha gostado e se identificado, realmente no começo não foi nada fácil e claro em nenhum momento pensei e não ter o Caio, queria cada vez mais ele junto de mim... Essa era minha intenção aconselhar as meninas novas para que se cuidem e que algumas pessoas se identificassem e criassem força e verem que são capazes. Fico feliz que isso tenha acontecido com você e pode ter certeza que em breve estará mais forte do que nunca pelo que estas passando agora. Digo por experiencia! Beeijo

ju silveira disse...

Oi Tuanee!!
Bacana o que tu escreveu, é verdade! Hoje em dia, na minha opinião e experiência, o sexo e o amor estão banalizados e é por isso que esse tipo de situação acontece. Eu não estou te julgando, tampouco as meninas que tiveram filhos na adolescência, acontece. É um descuido que no início pode parecer uma situação sem saída, mas eu acredito que um filho é tudo na vida de uma mãe.
Não tenho filhos ainda, nem pretendo ter tão cedo, mas eu queria deixar um recado pra ti e pras meninas que são mamães novinhas: As coisas acontecem por alguma razão e ser mãe é um brilho, uma dádiva. Muitas coisas mudam, umas para o bem e outras aparentemente para o mal, evidente.
Mas o importante é ter a consciência da responsabilidade que deve ser passada.

Um beijo grande pra ti e pro teu filhote <3

Tuane Kraemer disse...

É Jú o intuito dessa minha mensagem é alertar algumas meninas que são novas e estão começando com a vida sexual e amorosa! Há muitos meninos que iludem e fingem ser algo que não são para conseguirem o que querem ou então que fogem quando o assunto é gravidez! Eu tenho sorte de ter alguém que assumiu as consequências junto a mim. Mas, essa não é a realidade para todas, infelizmente! E realmente um filho é tudo na vida de uma mãe, eu não me vejo sem o meu *-*. Mas, a vida toda é modificada e adiada quando se tem um filho, por isso o melhor é ter quando planejado! Obrigada por acompanhar e que bom que gostou, fico realmente FELIZ! Beeijo querida <3

Curte lá?!

Seguidores

Arquivo do blog